terça-feira, 17 de janeiro de 2012

Carne Doidinha



 Oi Pessoais...
Janeiro, férias, verão... Verão? Bom, as chuvas até chegaram, mas o tal do verão...
Nestes dias do início do ano tive a oportunidade de ir a BH rever amigos e a minha família. Tava roxa de saudades.
Também aproveitei para fazer um check up geral. Voltei a fazer fisioterapia e vamos ver se dou um fim na dor na lombar e acabo de vez com todas as “ites” que tenho nos pés!
E apesar de ter quase um ano morando no meu apto tem muita coisa que ainda não esta em ordem. O tempo livre esta sendo perfeito! Separei duas sacolonas imensas de roupas para doar e uma só de bagulhada e lixo. Uma delícia ver o resultado desta arrumação.
To tentando também fazer uma faxina interna. Tentando ler mais, dormir melhor, rezar e meditar sempre que sentir vontade, procurar os amigos, tentando ter mais paciência, gastar menos, produzir menos lixo, enfim, tentando me tornar uma pessoa melhor. E é engraçado que só de estar tentando já me sinto muito bem.

E por falar em tentar e em melhor, ontem tomei coragem e liguei a panela de pressão! Kkkk!
É que tenho pavor da bichinha. Só que a vontade de comer uma carninha desfiada era tanta que resolvi arriscar. Fiquei ali paciente esperando ficar pronta e... Uau! Valeu a pena!!!
Fico muito gostosa!
Uma coisa que posso dizer sobre cozinhar é o fato de eu não curtir muito o trivial arroz com feijão, não gosto de fazer e não sei se por isso nunca fica 100%.
E que amo temperos! Não curto sal. Descobri que um alimento bem temperado não significa ser salgado. A comida ganha outro sabor. Fica tudo mais gostoso.
Até brigadeiro gosto de incrementar ou com essência, ou com mel, sei lá. Por um tempero que deixe o prato com sua assinatura.

Sobre a carne de ontem, posso dizer que é uma falsa carne louca. É que não tinham todos os ingredientes para uma carne louca, mas chegou bem perto.
Não vou relacionar quantidades. Não conferi o peso da carne no freezer quando fui usar (só sei que era pouca)
Então vamos lá.

Chamaria assim de Carne Doidinha.

Chã de dentro ou Colchão mole.
Dourei a carne na panela bem quente numa quantidade bem pouca de óleo. É só para dourar.
Depois coloquei cebola cortada em tirinhas, dentes de alho, folha de louro, salsa desidratada (só tinha essa), molho de pimenta e molho inglês, vinagre (uma quantidade boa) e tiquinho de sal. Queria ter colocado páprica picante, mas tinha acabado por isso coloquei o molho de pimenta. Não é a mesma coisa, mas quebrou o galho.
Coloquei água até cobrir a carne e meti bronca na panela (medo) de pressão.

Quando a carne já tava cozida, ela desmanchava e ia desfiando na panela mesmo com uma colher grande. Deixei num ponto onde ainda tinha um pouco de água. Daí coloquei uma quantidade legal de catchup, orégano e umas três voltas de azeite. Misturei tudo e deixei quase secar toda a água.

Ficou deliciosa! Super molinha, bem cozida, quase desmanchando.
Pode acompanhar um arroz, um purê de batatas ou simplesmente recheando um pão francês.
Experimenta vai! Muito fácil de fazer e delícia!!!
Bjos Mil!
Aline H.

Um comentário:

Dri Viaro disse...

Oi Aline, eu chamo de carne louca.rsrs e simplesmente amooooo, dá pra fazer com lagarto tb.

beijosss