terça-feira, 26 de janeiro de 2010

Faz diferença?


Levando em consideração que alguns estudiosos dizem que qualquer atitude que você tome no seu dia pode mudar todo o rumo de sua vida e que a vida é feita de incertezas, mas temos um destino salpicado com o tal livre arbítrio, você não fica confuso pensando que o simples fato de sair para trabalhar com uma roupa decotada ou com uma cacharel pode trazer conseqüências que você sequer imaginou?
Bom, não sei não. Acho que tudo depende. Se tiver escrito nas estrelas que o gatinho da rua de baixo for se apaixonar por aquela garota que desce a rua rumo a cursinho de inglês, o decote provocante ou a cacharel inocente não mudaram muita as coisas.

Ok, mas você vai me perguntar onde estou querendo chegar com esta linha de raciocínio. Bem, na verdade uma série de outras questões, mas a mais interessante é que no meio do ano passado havia resolvido que iria fazer algo bem diferente no início deste ano que poderia trazer uma série de conseqüências positivas no campo pessoal, cultural e até profissional. Mas mudei tudo com um simples telefone.
Simplesmente assim. Resolvi mudar de planos. Não sei se escolhi a melhor opção, sinceramente. Até acho que não foi! Mas acho que foi a mais conveniente.
E aí caímos numa outra questão.
A vida é feita de acasos, destino, livre arbítrio ou conveniências???
Bjos mil.

3 comentários:

Aninha Pimentinha disse...

Da pra ser mais clara????rssss

caterina foi passear... disse...

Olá Aline!!!! Quanto tempo! Como vai vc?
Obrigada pelo recadinho. Bjs♥♥♥

Sandra disse...

Às vezes acho que é destino, às vezes comodismo mesmo, porque a conveniência e o comodismo andam juntos. Mas no fundo isso me cheira crise dos 30 anos...

Que bom que você gostou do PAP do caseado. Este é o propósito da promoção mesmo, dividir o que se sabe.
Beijos!